sexta-feira, 31 de maio de 2013

Justiça brasileira envergonha de novo!!!

Nesta semana, a Justiça libertou os envolvidos na morte de mais de 200 jovens em Santa Catarina, há quatro meses, durante um show numa boate. A causa do incêndio aponta para uma pirotecnica com material inflamável, proibido neste tipo de local e de evento. Mas, os jovens morreram principalmente de intoxicação, causada por um tipo de espuma inadequada para tal ambiente. O resultado foi uma carnificina, que abalou o país e fez com que as casas noturnas passassem a ser vistoriadas com mais rigor (o que durou pouco tempo). Havia indícios de que a boate Kiss tivesse recebido alvará de funcionamento, sem a checagem no local. Tantas vidas destroçadas, tantas famílias destruídas por corrupção e ambição dos acusados, que agora, aguardam a sentença no conforto de suas belas casas. Enquanto isso, os corpos de dezenas de jovens descansam para sempre, longe de seus sonhos e seus familiares.
Causou horror ver tantos sapatos de salto alto jogados de qualquer jeito no chão da boate. Eram de belas moças que buscavam diversão e se embelezaram para aquela noite, sem jamais imaginar que esta seria a última de suas vidas. Deu angústia ver tantos moços tentando reanimar os colegas, deitados no asfalto, inconscientes. Causou nojo agora, da decisão judicial brasileira, que mais uma vez, se mostrou conivente com a malandragem. Matar neste país virou um hábito sem maiores consequências. Tirar vidas não é brincadeira, e os juízes não são pais ou mães de filhos bagunceiros, que fazem da desordem, uma rotina. Ninguém está brincando de casinha ou polícia e ladrão. Estamos tratando de coisas sérias, com mortes de jovens que pagaram para se divertir, e não para serem intoxicados numa casa noturna mal ventilada e mal iluminada, em que mal se via a saída.
Os familiares das vítimas há dois dias fazem passeatas vestidos de negros e de nariz de palhaço. É assim que eles veem a Justiça. Em entrevista a um jornal, um homem se disse envergonhado de ser brasileiro. Ele tem razão. Também tenho. Não de morar neste país, mas pela falta de seriedade com que as autoridades tratam de determinados assuntos. Por isso a bagunça em todas as esferas importantes, como saúde, educação e segurança. É como se vivêssemos numa terra sem lei, em que cada um faz o que quer. As propagandas de um país melhor nunca deram credibilidade porque as autoridades brincam com a população. Uma nação respeitosa não tem uma representação judiciária tão infantil.  Não há mais espaço para diversão com a tragédia alheia. Antes de se pensar em fazer crescer o Brasil, é preciso que os juízes cresçam. E eles só tomarão consciência de que erraram, quando passarem a ser processados pelos cidadãos. Aí, vão sentir o peso de um inconsequente, que é o que estão fazendo com a população brasileira. É a justiça errando... de novo!!!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários para carlahumberto@yahoo.com.br