sexta-feira, 1 de junho de 2012

Quem paga a conta???

Quando um homem convida uma mulher para sair pela primeira vez, ela se prepara o dia inteiro e cria expectativas a respeito daquele encontro. Se o pretendente reunir atributos, dá inclusive para pensar em casamento. Até que a conta chega e o bonitão pede para dividir o valor com ele. Neste momento, todos os sonhos acabam de vez. Não pela cobrança, mas pelo constrangimento. A mulher não quer comer de graça, mas se o homem não tiver dinheiro para pagar a primeira conta, é melhor nem fazer o convite.
Há alguns anos uma amiga me apresentou um rapaz solteiro, interessado em me conhecer e fomos a uma danceteria. Enquanto nós duas tomávamos refrigerante, os homens da mesa consumiam uísque e uma iguaria cara, à base de peixe. A noite foi boa, com muitas risadas, danças e conversa jogada fora. Confesso que o galã não me interessou muito, mas de repente poderia até "rolar" um beijo, quando ele pediu a conta, já com o valor dividido por quatro. Me desinteressei de vez e fui embora de carona com minha amiga e não com ele.
Na verdade, a questão não é a conta em si, mas o jeito com que o homem trata o dinheiro. Se ele é assim antes do casamento, podemos imaginar que é bem pior quando se tratar de questões mais sérias, como pensão para os filhos, ou despesas para a casa. E não se trata de homens com dinheiro. Há miseráveis em todas as classes sociais. O pão-duro faz questão de qualquer centavo, seja ele rico ou pobre. Saber lidar com dinheiro é uma qualidade que agrada as mulheres. E poucos homens sabem disso. Por esse motivo, vivem cometendo gafes e perdendo grandes chances de serem felizes ao lado de mulheres lindas e fantásticas. Eles definitivamente não sabem nos conquistar!!!


Um comentário:

  1. Machismo por conveniência. Esse é o assunto do texto.

    ResponderExcluir

Comentários para carlahumberto@yahoo.com.br