sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Os exageros de Zeca Camargo!

Quando o Vídeo Show surgiu na TV Globo, em 1983, foi um sucesso, por mostrar cenas antigas de novelas, fazer entrevistas com os atores da casa, e apresentar os erros e bastidores das gravações. Desde então, o programa já passou por várias transformações: chegou a ser apresentado por vários artistas ao mesmo tempo, ou por apenas um deles, como o ator Miguel Falabella, que ficou mais tempo à frente das câmeras. Porém, ao invés de continuar inovando, o Vídeo Show passou a ser um relações públicas da emissora, apresentando um resumo do que iria ao ar durante a semana. E foi perdendo seu sentido. E, em 2013 a emissora resolveu apostar em mais mudanças, acreditando no talento de Zeca Camargo como apresentador. No entanto, a mudança se mostrou ridícula. Notadamente exagerado, o jornalista gesticula demais, bate palmas, dança, canta, se mostra íntimo dos artistas que entrevista  numa animação que não condiz com a plateia pacata. Como ajudante, Zeca conta com a ajuda de um homem, travestido de carrasco, que soa a aberração durante o dia. Já os atores são obrigados a responder às perguntas, em situações de movimento, enquanto o apresentador dá gargalhadas.
Divulgação | Vídeo Show | TV Globo
Aos 51 anos, Zeca Camargo tem muita experiência como jornalista, mas em termos de TV, é cansativo. Enquanto apresentou o Fantástico, também na Globo, ele fez entrevistas com artistas estrangeiros e nacionais, comandou debates com jovens e viajou pelo mundo. Porém, ele sempre era a estrela da notícia: dos países que visitou, o cenário principal era o quarto em que se hospedava, o avião em que viajava, e o seu andar pelas ruas das cidades. Durante as perguntas, seu rosto era visto no mesmo plano que o entrevistado. No Vídeo Show, Zeca Camargo bate palmas, dança, pula, gesticula em excesso, e cansa. Como cansa!!! O apresentador, que já foi chamado de Peter Pan (personagem infantil que teme crescer) pela imprensa, interpreta ele mesmo nos programas que apresenta. Se fosse mais discreto, mais comedido, poderia ser mais agradável.
Mas, o que me espanta não é somente uma pessoa cometer tantos exageros na frente dos telespectadores. Me causa estranheza uma emissora não perceber que errou, ao deixar que um programa ruim permaneça. E a Globo tem uma dificuldade enorme em ter humildade neste campo. E assim, mesmo com pontos negativos no ibope e  críticas ferrenhas, continua com uma atração, arrastando-a por anos a fio. Está sendo assim, por exemplo, com os programas da Angélica, da Fátima Bernardes e o Vídeo Show, claro. De tudo isso guardo uma lição, ainda dos tempos da faculdade. Perguntado sobre o método de entrevista de Zeca Camargo, um professor respondeu para a classe: "Não tentem fazer o que este rapaz faz. Ele é totalmente contra os preceitos de um jornalista. Não queiram aparecer mais do que a notícia"!!!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários para carlahumberto@yahoo.com.br