quarta-feira, 6 de março de 2013

Sem tempo para viver!!!

Saber ouvir é uma das qualidades que tenho, mas por outro lado, falo demais, o que é um grande defeito que estou tentando controlar. E, talvez, por ter os ouvidos sempre abertos, acabo sendo confidente de muitas pessoas. Só que eu mudei e não tenho tanto tempo para conversas pessoais. Minha vida, hoje, é baseada na rapidez das atitudes, como todo ser humano que precisa trabalhar e estudar. Saio muito cedo de casa e volto à tardinha, mal dando conta dos afazeres domésticos. E as coisas que gosto de fazer, como cozinhar e bordar, por exemplo, ficam sempre para depois.
E essa frustração por não dar conta de tudo me deixa infeliz, com a ideia de que nasci numa época errada. Quem dera tivesse tempo de fazer quitutes e desenhar, por exemplo. Reclamo muito porque gostaria de viver mais os dias, de forma calma. Fico com os filhos dos outros e deixo o meu com outra pessoa, delegando a ela minhas responsabilidades de mãe. Meu marido também chega muito tarde em casa e mal temos tempo para namorarmos. Ás vezes nos encontramos durante o dia, pelas ruas do bairro, dirigindo carros diferentes. Então, trocamos apenas sorrisos e sinais de farol um para o outro.
Isso não é vida, mas o progresso não tem volta. Nada contra o capitalismo. Mas, tantos anos depois da Revolução Industrial, os trabalhadores batalham por melhorias salariais, só que desta vez, com sindicatos mais fracos, muitos deles sem ambição de lutas, anparados pelo comodismo de fazer manifestações, apenas. É certo que não trabalhamos mais 15 horas por dia em fábricas sem janelas, mas o tempo acaba sendo o mesmo com transportes, sem contar que passamos muito tempo na empresa para ganhar tão pouco. O que Karl Marx calculou e nomeou de Mais Valia, continua nos dias atuais. Nada mudou. E nunca vai mudar. O trabalhador não tem tempo: para brigar por seus direitos, para pensar, para viver. Ele só trabalha, nada mais. Em relação ao Brasil a situação é ainda pior. Se o ex-presidente Getúlio Vargas deu tantas vantagens ao trabalhar, outro presidente, Fernando Henrique, avacalhou. Tirou do empregado o direito de se aposentar mais cedo. Mas, antes de sancionar a Lei, ele garantiu o seu: se aposentou rapidinho!!! É a safadeza no poder!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários para os e-mails: carlaolharfeminista@gmail.com ou carlahumberto@yahoo.com.br

Beijos,

Carla Vilaça